Saúde é um tema sério, prefira ESPECIALISTAS

Os hábitos das pessoas eficazes – Fique por dentro da teoria da eficácia

Os hábitos das pessoas eficazes e fábula de Esopo – Já ouviu falar? Essa obra escrita por Stephen Covey conta a história de um pobre fazendeiro que descobre um ovo de ouro em dos ninhos de suas galinhas. Mas o fazendeiro movido pela impaciência a ganância mata a galinha, para assim, ficar com todos os ovos e não precisar esperar mais. Mas quando ele abre o corpo do animal, não há absolutamente nada. E aí surge o que pode ser chamado de teoria da eficácia.

O equilíbrio só existirá se a galinha tiver saúde e bem-estar. Deve haver um equilíbrio entre o que uma pessoa produz e sua capacidade de produção. Quem faz mais do que sua capacidade, estará fadado ao esgotamento. E se alguém produz abaixo da capacidade, é sinal de que o tempo está sendo esgotado. O equilíbrio então consiste em fazer o que se é capaz dentro de um tempo considerado normal.

 

Os hábitos das pessoas eficazes – de acordo com a lei da eficácia

Proatividade – Que qualidade é essa? É tomar as rédeas. É utilizar as próprias forças a favor daquilo que se deseja. Ter um objetivo e lutar por ele dia após dia é essencial. E tome muito cuidado com o que diz, a positividade ajuda a encaminhar a vida. Essa é sem dúvidas, uma qualidade essencial que compõe os hábitos das pessoas eficazes.

Objetivos – Tenha um objetivo e trace metas para chegar até ele. Saiba o que quer em todas as áreas da vida e vá trabalhando em prol disso. A criação da realidade começa na mente.

Prioridades – Concentre as energias no que é mais importante. Tenha uma lista de prioridades. Pessoas altamente eficazes dão valor às prioridades.

Todos ganham – De acordo com a teoria da eficácia há sempre um pensamento de que se alguém ganha é porque alguém perdeu, mas segundo Covey, isso não deve ser assim. As negociações devem ser benéficas para todas as partes envolvidas.

Integridade – Comporte-se de acordo com os seus valores e crenças. A integridade é essencial e está entre os hábitos das pessoas eficazes.

Maturidade – Este é um estágio que a pessoa á capaz de se preocupar mais com os outros do que consigo mesma.

Empatia – Se colocar no lugar do outro é essencial. Se alguém quer ser respeitado e compreendido, deve fazer pelas pessoas o que gostaria que fosse feito para si.

Sinergia – Essa é uma qualidade que envolve trabalho em equipe, pessoas com diferentes habilidades podem se complementar e alcançar objetivos. Quem quer praticar os hábitos das pessoas eficazes precisa aplicar essa lei na rotina.

Autorrenovação – É o ator de aprimorar a si mesmo considerando quatro áreas: dimensão física, espiritual, mental e social/emocional.

Essas habilidades fazem parte da vida de pessoas eficazes. Que tal colocá-las em prática em sua vida?

 

Veja também: O Lobo de Wall Street – Quais lições podem ser tiradas dessa história?

O Lobo de Wall Street – Quais lições podem ser tiradas dessa história?

Você já assistiu ao filme O Lobo de Wall Street estrelado por Leonardo DiCaprio? Se não, vale a pena ver, porque o filme conta a história do investidor Jordan Belfort, dono de uma empresa em que os funcionários literalmente não têm limites, desde que produzam dinheiro.

Apesar dos desajustes do milionário, há algumas lições que podem ser tiradas dessa história para o sucesso de um negócio.

Confira – Os hábitos que fazem parte da vida de pessoas eficazes

 

O Lobo de Wall Street – História Real

Poder de discurso – Belfort tinha um objetivo claro, ele queria riqueza a ponto de ostentar. Não era um grande conhecedor do mercado financeiro, mas sabia que algumas técnicas, se empregadas do jeito certo, poderiam gerar resultados. Ele tinha o poder da oratória e isso o fazia vender de forma agressiva. Belfort não se utilizava de técnicas para convencer o cliente, mas conseguia atingir o lado emocional na ‘prática’. Ele sabia como persuadir, convencia a equipe em sua volta.

Foco – O empresário agia com determinação, sabia seduzir e tinha muito foco. Mas a loucura com a qual perseguia os objetivos o levaria mais tarde a quebrar.

Discursos de motivação – Em vários momentos do filme O Lobo de Wall Street, Jordan Belfort motivava os funcionários com discursos que os faziam levantar, querer ir em busca dos objetivos.

Seguindo os valores da empresa – As pessoas que faziam parte da equipe de Belfort sabiam onde estavam trabalhando, sabiam que faziam coisas ilegais e que não ter escrúpulos era parte do negócio. Sendo assim, estavam todos coerentes com os valores antiéticos da corretora.

Fidelidade – Os laços no trabalho existiam até mesmo fora da corretora, o líder se mostrava fiel e entregue aos seus colaboradores e recebia de volta essa mesma qualidade. Mas levando em conta os péssimos valores do personagem, essa fidelidade não era nada louvável.

 

O que é Wall Street?

O que Belfort no filme faz é transformar uma equipe de perdedores em grandes profissionais, ainda que isso não tenha feito desses profissionais pessoas melhores. O personagem estrelado por DiCaprio sempre tentava moldar os profissionais de acordo com a empresa, rejeitando o fato de serem pessoas, os moldava como se fossem animais.

A mensagem principal é a de que o ambiente é totalmente corruptor, transformando pessoas normais em seres loucos e drogados em uma busca desenfreada por dinheiro. Era como se o desejo por dinheiro cegasse as pessoas a ponto de as fazerem perder qualquer senso de moral e ética.

Que tal ver o filme O Lobo de Wall Street e tirar as suas próprias conclusões?