Saúde é um tema sério, prefira ESPECIALISTAS

Etiqueta em biquara contents; profissões em baixa; profissões em baixa com a crise

Quais são as profissões em baixa com a crise?

A crise financeira e política em que o país se encontra afeta diretamente o mercado de trabalho e não só os setores que já temos conhecimento, como construção civil e indústrias estão entre as profissões em baixa com a crise. Áreas relacionadas ao varejo e a outros tipos de serviços foram também afetadas.

Nesse cenário hoje temos 11% da população brasileira em busca de uma recolocação no mercado de trabalho. Confira quais são as profissões mais afetadas com a crise financeira no Brasil:

Advogado da área de construção e infraestrutura

Esse profissional é responsável por assessorar empresas e órgãos públicos para construção de hidrovias, portos e obras de infraestrutura.

O advogado especialista na área de construção e infraestrutura está entre as profissões em baixa com a crise. Existe grande dificuldade de se recolocar no mercado por conta do baixo desempenho da economia atual e a redução brusca de investimentos na área de infraestrutura.

Advogado da área imobiliária

Administra contratos das incorporadoras, loteamento e compra e venda de terrenos. O mercado imobiliário e a construção civil afeta as profissões em baixa com a crise no Brasil desde 2013. Portanto, esse mercado está em constante queda, o que dificulta para todos os profissionais que atuavam no setor.

Advogado responsável pela área de mercado e capitais

Esse profissional atua auxiliando a empresa sobre a abertura de capital e venda de ações. Porém, com a crise, as empresas estão evitando ao máximo a venda das ações.

Engenheiro de petróleo

Descobrem poços, jazidas de petróleo e gás natural e está entre as profissões em baixa com a crise. O engenheiro de petróleo também gerencia a comercialização do produto, assim como o transporte. O mercado de petróleo está em queda em todo o mundo, não só no Brasil.

A crise na Petrobras também foi o estopim para a baixa nesse setor. Com a desorganização da Petrobras e os escândalos envolvidos muitos investimentos previstos foram cancelados.

Leia também: Dois amigos desempregados criaram empresa milionária.

Desenvolvedor web

Cria sites, cuida da arquitetura da página e da programação online. Há muita procura para esse tipo de serviço atualmente, portanto a popularização fez com os preços caíssem.

Atualmente qualquer pessoa pode criar o próprio site e domínio com o auxílio de empresas especialistas. São interfaces e plug-ins a cada dia mais intuitivos e preparados para atender necessidades específicas. Essa é sem dúvida uma das profissões em baixa com a crise.

Confira: Entenda porque o marketing digital é tão importante.

O profissional que busca um emprego fixo possui dificuldade, pois há muita oferta para esse tipo de serviço, principalmente por freelancers.

Fonte: Exame