Saúde é um tema sério, prefira ESPECIALISTAS

7 motivos para criar um blog para sua clínica e se tornar referência

Por Gabriela Silva

  1. Estabelece liderança

O conteúdo escrito para o blog da clínica detalha a prática profissional e como ela pode contribuir. Ao se posicionar de maneira inadequada ou transmitir uma informação incorreta, certamente será criticado nas mídias sociais e nos comentários do blog.

Portanto, é essencial contar com equipes especialistas, principalmente ao se tratar da escrita de conteúdo para a área da saúde, o que requer ainda mais responsabilidade para com o leitor.

No entanto, se o blog da clínica tem qualidade, faz sucesso e é bastante comentado, você passa a ser uma autoridade no assunto. Os potenciais clientes enxergam o portal como referência e passam a confiar mais na sua marca.

2. Ajuda você a ser encontrado no Google

Publicar conteúdo com frequência faz com que sua empresa tenha muito mais páginas indexadas no Google do que um website comum.

Além disso, ao criar um blog para sua clínica, aumenta a probabilidade de outros sites colocarem links para o seu portal, o que ajuda você a se posicionar melhor no Google e a receber mais visitas organicamente.

3. É interativo

A maioria dos blogs tem espaços para comentários. Incentivar essa conversa é uma nova forma de criar relacionamento com seus clientes.

Tendência em produção de conteúdo para 2019.

Ao criar um blog para a clínica é trocar experiência e esclarecer dúvidas dos pacientes, como também receber opiniões para seu blog, empresa e seus atendimentos.

4. É dinâmico

Um website comum pressupõe conteúdo fixo, parado. Com um blog de saúde, tem-se a ideia totalmente oposta: atualizações constantes, conteúdo novo. Isso faz com que as pessoas visitem o blog de forma recorrente.

5. Facilita o processo de divulgação

O blog para a clínica ajuda muito nos casos em que o cliente abordado ainda não está no momento ideal da consulta. Assim, ao atraí-lo para o seu site, o possível paciente continuar em contato contínuo com a sua clínica, certificando de que faz um trabalho sério e acompanhando as informações da área.

Dessa forma, você vai estabelecendo a confiança aos poucos e o cliente já terá a sua marca em mente quando finalmente decidir que é a hora de comprar.

6. Resultados permanentes

Diferentemente de uma propaganda de TV, um banner em um site de terceiros ou um flyer entregue no semáforo, o blog é um ativo permanente.

Se você deixar de investir na propaganda na TV, por exemplo, não terá mais a presença nesses canais. Se você deixa de escrever no blog para a clínica, no entanto, os links de indicação e a autoridade das suas páginas perante o Google continuam, e assim sua empresa recebe o tráfego para o site de forma orgânica, ou seja, espontânea.

7. Gera aprendizado

Esse é um ponto pouco valorizado, mas de extrema importância. Escrever um blog é uma responsabilidade que incentiva você a estar sempre atento com o que acontece na área de atuação profissional.

O que é um conteúdo Gest Post e como usar a favor do blog?

Além disso, o fato de ter que escrever faz com que o portal da sua empresa seja referência no assunto para outros especialistas. Entre as vantagens é permanecer atualizado sobre os assuntos pertinentes a área, criar um relacionamento com os clientes e leitores e por fim, chamar atenção para o seu atendimento.

8. Vendas espontâneas

Ao criar um blog isso não significa que a sua empresa vai ter lucros logo de imediato. É essencial compreender que a divulgação de conteúdo requer periodicidade e acima de tudo, qualidade (conteúdo relevante ao público).

Estratégias são aplicadas e ajudam a indexar o site, como o linkbuilding, por exemplo. Veja aqui sobre essa estratégia. O objetivo ao criar um blog é estabelecer a visibilidade da empresa na internet e com isso atrair potenciais clientes que buscam pelo mesmo tipo de serviço oferecido.

Como simplificar a escrita sem banalizar o texto.

É fundamental elaborar um planejamento de conteúdo que esteja relacionado aos interesses do potencial cliente e do que ele busca na internet. Esses textos podem possuir as perguntas mais frequentes sobre o produto; esclarecer dúvidas e apresentar as vantagens de adquirir os serviços.

Os conteúdos necessitam ter utilidade ao leitor que vai até a internet buscar informação. A produção de conteúdo para internet é uma ferramenta de utilidade e através dessa prestação de serviço é possível atrair possíveis clientes. 

Motivos para terceirizar o Marketing de Conteúdo da sua empresa

A terceirização da produção de conteúdos traz economia de custo-benefício e ganhar tempo para fazer outras atividades.

Por: Gabriela da Silva

Montar um time interno para produção de materiais ou apostar na terceirização do seu marketing de conteúdo?  É possível ver todo o tipo de opinião na internet, mas como definir se esse investimento trará ou não um bom retorno para o caso específico da sua empresa? Você sabe dizer se terceirizar o marketing de conteúdo é uma boa opção? Descubra os benefícios que sua empresa terá ao terceirizar a produção de conteúdos.

A importância do Marketing de Conteúdo

O marketing de conteúdo tem uma grande importância quando é preciso atrair um maior tráfego qualificado para seus canais digitais. No entanto, nem sempre é fácil garantir essa credibilidade somente com esforços internos, a terceirização da produção de conteúdos pode ser uma boa alternativa.

Atualmente, existem empresas que são especializadas em criar conteúdos sob demanda. No geral, elas são formadas por jornalistas, redatores e profissionais da área de marketing e da comunicação.

 Esse tipo de empreendimento produz textos ou vídeos (dependendo de qual tipo de conteúdo o cliente deseja divulgar) seguindo as recomendações das empresas que contratam seus serviços. Portanto, ao procurar um serviço especializado em produção de conteúdo, o empresário passa um briefing ao responsável, com o tema e as características daquilo que ele quer compartilhar em seu blog, rede social, canal no Youtube e assim por diante.

 Existem muitos obstáculos e limitações para que uma empresa possa investir o necessário para uma criação de conteúdo de qualidade.  A terceirização da produção de conteúdos faz sua estratégia de Inbound Marketing ter maiores chances de atingir o sucesso.

Leia também: Como simplificar a escrita sem banalizar o texto?

Porque terceirizar a produção de conteúdos?

O custo de montar uma equipe própria para produzir conteúdo é muito maior do que se você optar pela terceirização. Sendo assim, em alguns casos não compensa manter a produção de conteúdo como um serviço interno.

A terceirização da produção de conteúdos é um investimento mais barato e que compensa, se analisarmos a questão de custo-benefício. A sua empresa vai ganhar mais tempo para outras atividades e com isso, a sua equipe de marketing pode se concentrar em outras estratégias.

Qualidade, responsabilidade e especialização

Uma empresa que trabalha com marketing de conteúdo entende exatamente o que seu negócio precisa para atrair mais clientes, isso significa que vai trabalhar em cima de uma estratégia direcionada.

Confira: Tendência em produção de conteúdo para 2019

Como resultado você recebe textos especializados, que são exatamente aquilo que seu cliente em potencial precisa. Ao terceirizar produção de conteúdo, a empresa contratada irá definir quem é o público alvo da sua empresa, qual a melhor linguagem para falar com seus clientes e quais palavras-chaves levam essas pessoas ao seu site.

A entrega de um material de qualidade mais elevada está relacionada à questão da empresa terceirizada ser especialista em produção de conteúdo. Ela sabe exatamente que tipo de textos e materiais o seu negócio precisa. Além disso, há também um aumento da qualidade de vida dos seus funcionários, que não ficam sobrecarregados com o conteúdo que deveriam produzir além de exercer outras atividades.

Você pode ter uma empresa responsável apenas por produzir textos. Isso significa que o volume produzido será muito maior do que se você optasse por deixar a produção de conteúdo internamente. Se você precisa de grande volume de textos, o melhor é terceirizar a produção de conteúdo e deixar com a empresa contratada essa responsabilidade.

Profissionalização das tarefas

Entre as principais vantagens de terceirizar a produção de conteúdos da sua empresa, pode-se destacar a profissionalização dessa tarefa. Os produtores são pessoas que estudaram para realizar essa tarefa e tem experiência. Sabem o que é mais relevante para destacar em um texto ou vídeo, podem elaborar infográficos ou memes, e até sugerir ideias de temas e abordagens, com isso, os colaboradores da empresa ficam livres para executar outras tarefas.

Agora que você já sabe os motivos pelos quais deveria terceirizar a produção de conteúdo da sua empresa. Procure uma empresa especializada para esse tipo de serviço para te ajudar!  

Dicas de empreendedorismo para freelancers de sucesso

O trabalho freelancer é de origem de alguns cenários, como: desemprego, busca por horários mais flexíveis ou redução de custos com um profissional fixo na empresa.

No último relatório do Instituto Brasileiro de Geografia (IBGE) aponta que mais de 13 milhões de brasileiros estão desempregados, porém, 80% não estão parados e procuram por alternativas “empreendedoras” para suprir as necessidades financeiras.

Na impossibilidade de um emprego fixo, muitas pessoas optam pelo trabalho como freelancer e empreender seu próprio negócio. É fácil? Não. É instável? Sim!

Mas a boa notícia é que atuar no mercado informal proporciona crescimento e você será estimulado a aprender como administrar suas finanças e até multiplicá-las de forma inteligente.

Aqui vamos reunir algumas dicas de empreendedorismo para freelancers e trabalhadores informais. Como tornar visível o seu negócio, atrair clientes fixos e ampliar o seu network. Confira.

Prepare-se para ter regras e planejamento

Existe um pensamento comum e totalmente errado de que o freelancer ou profissional liberal são aquelas pessoas que fazem o que querem, não cumprem horários e não tem chefe.

Essa é uma visão imatura e irreal sobre o empreendedorismo. O cliente é o chefe mais exigente que qualquer profissional poderia ter. E você vai entender a razão.

Leia também: Comunicação assertiva – dicas para obter sucesso no seu discurso.

Quando você falha no ambiente corporativo, por exemplo, o máximo que vai levar é uma bronca ou dependendo do temperamento do líder, nem isso, mas uma observação sobre a falha. Depois resolvido, basta não repetir o mesmo erro. Seu emprego está intacto.

Já com o cliente tudo muda. Uma má experiência seja no atendimento, ou na oferta dos seus produtos ou serviços, você perde um cliente e dá brecha para ele ir até a concorrência.

Se não se atentar a essa falha, perde dois clientes, três e em pouco tempo vai por água abaixo todos os seus objetivos.

Confira: 7 dicas para falar bem em público e defender as suas ideias.

Se o seu propósito é fazer aquilo que deseja, não cumprir horários e não ter um planejamento seja do seu dia a dia ou na prestação de serviços, o empreendedorismo ou trabalho freelancer não é para você.

Organização é lei!

Outro ponto muito importante para quem deseja empreender é a organização. Não pense você que o cliente não observa isso.

Aliás, é uma das primeiras questões a serem observadas, afinal, profissionais organizados dificilmente não vão cumprir com aquilo que prometem e aqui explico a razão.

A organização externa é um reflexo da nossa mente e de como estamos capacitados para oferecer aquilo que prometemos ao cliente.

Por mais que os seus serviços como freelancer ou consultor, por exemplo, seja esporádico, é preciso cumprir horários, dias específicos e possuir uma agenda para a realização dos trabalhos. O dia a dia está muito corrido e o auxílio de profissionais organizados faz toda a diferença.

O intuito é ajudar o cliente e não conturbá-lo. Ou seja, vai obrigatoriamente precisar se organizar, o cliente repara e se ele for desorganizado, você pode conduzi-lo.

Atitude e voz ativa

Embora o empreendedorismo seja vasto, com muitos perfis, existe um padrão de comportamento essencial: a atitude. Aliás, se você quer saber mais sobre empreendedorismo e receber dicas, confira o portal Nodari Consultoria.

No empreendedorismo e no exercício dos freelancers a atitude é que vai determinar o sucesso. Veja que interessante o significado da palavra atitude.

Não é apenas “agir” como o senso comum irá determinar. Atitude inclui uma série de características, inclusive sua postura física, tom de voz, o que você diz e se está de acordo com o contexto.

Ter atitude em momentos inapropriados, por exemplo, não vai ajudar o empreendedor em nada, pelo contrário, vai atrapalhar.

É preciso entender que muito além dos seus produtos e serviços, você está sendo avaliado e a sua empresa ou trabalho necessita ter a sua marca.

Afinal, qual é a sua marca? O que expressa a suas atitudes, seja por meio do empreendedorismo ou trabalho como freelancer.

Nem todo freelancer é empreendedor, mas pode se tornar

Ser freelancer é para muitas pessoas uma escolha e não uma “alternativa” ao desemprego. Quem escolhe o formato freelancer está consciente da instabilidade desse mercado, como a maioria dos trabalhadores, precisa de dinheiro e também possui compromissos financeiros.

Acontece que empreender não é simplesmente abrir um negócio, é um comportamento e visão. A partir dessa premissa, freelancers que possuem características empreendedoras podem investir nessa habilidade e ter sua carteira fixa de clientes.

Dicas para conquistar clientes fixos e construir sua marca ou empresa:

  1. Monte seu próprio site e domínio;
  2. Divulgue seus produtos e serviços nas principais redes sociais. Conte a princípio com o trabalho de especialistas em conteúdo digital, como Biquara Contents, RockContent, Motor de Conteúdo, entre outros.
  3. Faça um portfólio com todos os seus trabalhos. Não esqueça de apresentar os resultados obtidos;
  4. Faça uma pesquisa sobre o mercado: quem são seus concorrentes?
  5. Tenha um planejamento de negócios. Veja aqui como montar no site do Sebrae;
  6. Peça ajuda às pessoas experientes no setor em que deseja atuar.

O que é fake News? Um alerta para jornalistas e leitores mais conscientes

A pergunta o que é fake news tem repercutido muito na internet, como o próprio nome já diz significa notícias falsas. A preocupação é que esse tipo de ’desinformação’ é estrategicamente elaborada para impactar o público e gerar muitos compartilhamentos principalmente nas redes sociais e grupos como o Whatsapp.

A disseminação das notícias falsas ocorre rapidamente atingindo muitas pessoas. É engano pensar que apenas o público de baixa escolaridade compartilha esses conteúdos, uma vez que são elaborados para impactar e enganar diferentes leitores a partir de sites que imitam URL de confiança e reconhecidos no jornalismo.

Vamos falar abaixo algumas estratégias de portais que espalham notícias falsas na internet. Aprenda o que é fake news, como são elaboradas essas mentiras e a não espalhá-las na internet.

Fake news é escrito propositalmente para enganar pessoas

As notícias falsas não são escritas por alguém que pesquisou mal ou não sabe sobre o que está falando. Mas sim por pessoas que usam artimanhas para enganar o leitor, seja na venda de um produto “milagroso” ou na defesa daquele candidato a presidente que você já admira ou abomina.

Precisamos pensar que a responsabilidade dessas notícias falsas na internet não é só dos portais e produtores de conteúdos, mas também do leitor que deve ter propriedade das ideias que lê e compartilha com os amigos. Todos nós somos responsáveis pela disseminação do que está na internet e devemos ser conscientes disso.

Eleições é um ótimo cenário para espalhar fake news – CUIDADO!

Estamos a alguns dias das eleições 2018 e as notícias falsas estão com tudo na internet. Existem equipes produzindo conteúdo falso exatamente para o leitor inebriado e pouco racional, sair espalhando os seus “argumentos” para amigos e aqueles que discordam da sua visão.

É o velho ditado, política não se discute, mas aí nos resta perguntar: por quê? Um assunto de interesse social não se pode discutir? Exatamente nesse tema existem as tendenciosas ideologias, paixões e pouco espaço para o senso crítico e racional.

É no cenário das eleições em que os produtores de notícias falsas aproveitam para dar ibope ao candidato que defende, espalhar mentiras em nome do Datalha, Ibope e instituições de pesquisas e dados de relevância e com credibilidade.

O que é Fake ou News ? Buguei! 

Estamos vivendo uma situação tão crítica, que até mesmo os portais com credibilidade falham por falta de apuração e acabam caindo nas pegadinhas das notícias falsas. Foi o que aconteceu com o Huff Post Brasil após publicar matéria dizendo que o candidato Bolsonaro era o preferido entre as mulheres.

Pouco tempo foi descoberto que a página “Mulheres Unidas Contra Bolsonaro” foi vítima de ataque cibernético por um grupo de ultradireita e a favor do militarismo, além de remover as administradoras alteraram as imagens do grupo e partiram para comentários desrespeitosos aos seguidores da página.

Segue o pedido de desculpas do Huff Post pela falha na apuração

O Facebook sendo imediatamente alertado avaliou o caso e devolveu a página a quem é de direito e ao movimento condizente. Os suspeitos investigados pelo ataque são Eduardo Shinok e Felipe Shinok que não possuem suas imagens divulgadas no perfil das redes sociais.

O leitor deve ser também um apurador de notícias

Se o jornalismo ou o jornalista em algum momento falhar na apuração, como aconteceu na última semana com o Huff Post, cabe ao leitor fazer sua própria checagem da notícia e identificar o que é fake news.

Aqui vamos listar sinais de que a notícia pode ser falsa ou duvidosa, além das características dos portais que espalham fake news:

  1. É contraditória aos fatos – geralmente esse tipo de notícia diz exatamente o oposto ao que os dados revelam. Diante desses dados vá ao Google a faça você mesmo a sua pesquisa para checagem;
  2. É apelativa – geralmente os títulos são tendenciosos e procuram por cliques;
  3. Usam URL e layout idêntico às páginas originais e já conhecidas. É assustador, mas existem páginas que aproveitam para espalhar notícias falsas se passando por portais conhecidos e importantes no país.

Veja abaixo um exemplo de portal fake imitando o G1 da globo.com

 

Aqui está um exemplo de URL e portal FALSO imitando o G1.  Essa notícia faz propaganda duvidosa a um medicamento que promete aumentar o foco e a memória.  A URL é: g1-bemestar.club/núcleo-saude-lectus. Pode passar despercebida!

Segue o portal autêntico

Na URL original g1.globo.com  a notícia possui fonte dos respectivos estudos, como a revista de neurociências Neuron, além dos cientistas que podem ser checados na identificação sobre o que é fake news.

O que uma notícia VERDADEIRA possui?

 

  1. Links de acesso para a fonte dos dados, como Ibope, Datafolha ou estudo científico. É essencial ter os links de acesso disponíveis para o leitor checar a fonte desse conteúdo;
  2. Portais relevantes evitam ser tendenciosos ou exagerados em seus títulos. Atua com dados e exibe a fonte dessas informações;
  3. Embora o jornalismo imparcial receba questionamentos, pois o repórter, assim como o leitor, possui a sua opinião, opte por veículos que apresentem ambos os lados na matéria. Cabe tirar a própria conclusão por meio dos dados.