Saúde é um tema sério, prefira ESPECIALISTAS

Divulgação é a alma do negócio? Com consciência, sim!

divulgação

Há uma frase muito conhecida de um dos grandes nomes da indústria automobilística, Henry Ford “Se eu tivesse um único dólar investiria em propaganda”. Cerca de um século depois dessa frase ter sido dita, podemos compreender que publicidade aqui está englobada no que se refere à divulgação em toda a sua amplitude.

Ainda temos na atualidade um pensamento de que divulgar custa dinheiro e de que esse é um custo a mais que é melhor reter. Mas divulgação é investimento no sucesso e um dos homens mais poderosos do planeta já sabia disso.

Vamos pensar no que representa hoje a era digital no globo terrestre. As pessoas estão cada vez mais conectadas e mergulhadas na virtualidade. Em 2016, em Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad C), divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), foi mostrado que, apenas no Brasil, havia 116 milhões de pessoas conectadas à internet.

Onde seu público está? Quais os canais de comunicação que seu público utiliza para se informar? O que tem mudado na maneira como utiliza as redes sociais? Hoje é preciso estar onde o seu público está e conversar na língua que ele conhece.

Por muitos anos, para uma marca, ter um outdoor em evidência nos grandes centros das cidades era uma das melhores maneiras de comunicar uma marca, uma ideia e, isso alcançava milhares de pessoas. Ter um anúncio na televisão, que era um dos mais importantes meios de entretenimento das pessoas, era uma grande sacada. Mas hoje, as pessoas passam grande parte do seu tempo vidradas nas telas de seus celulares, computadores, tablets, etc. E na era digital estão no Facebook, Instagram, YouTube, Twitter, WhatsApp, etc.

Divulgação é a alma do negócio? Qualquer divulgação? Casos na política

Não tem como falar no poder na internet sem referenciar alguns casos que marcaram o Brasil e o mundo. No que se refere à política, por exemplo, Pere-Oriol Costa, especialista em campanhas eleitorais, chegou a afirmar ao jornal espanhol La Vanguardia, que a internet teve um papel fundamental na eleição do ex-presidente americano Barack Obama.

O mote do discurso do candidato democrata de como arrecadaria fundos para a campanha e de que estava construindo uma poderosa rede de voluntários, ganhou grande dimensão na internet. Obama explorou em sua campanha a grande vontade de mudança que fazia parte do desejo da população americana.

No Brasil, tivemos uma experiência inusitada, em que as redes sociais Instagram, WhatsApp e Twitter tiveram grande força na eleição do atual presidente Jair Bolsonaro (PSL). Nunca se falou tanto em fake news e no que estaria em jogo com esse consumo superficial de informações, em que não se checa a veracidade dos fatos, fontes e idoneidade dos veículos de comunicação.

Bolsonaro se utilizou da influência das redes sociais, principalmente Instagram e Twitter e ficou por conta dos eleitores toda a publicidade do candidato. Assim como nas eleições de Obama, reverberava na população a crença de que as coisas mudariam, de verdade, no Brasil.

O atual presidente americano, Donald Trump, também se utilizou do poder das redes sociais, nesse caso, o Twitter. Eram disparados tuítes por sua equipe contra a imprensa, e o tema fake news já dava às caras em sua candidatura. O atual presidente conseguiu transvestir a verdade em ódio e muitos especialistas apontam essa proeza como a sua principal ferramenta de promoção durante as últimas eleições.

Caso Empiricus – Bettina

Tudo começou com uma enxurrada de memes nas redes sociais e com o nome da funcionária da Empiricus entre os Trending Topics do Twitter. Afinal, quem é Bettina? Quem consome conteúdos no YouTube sem bloqueador de anúncios, já sabia do que se tratava. Qual era a propaganda feita pela administradora Bettina Rudolph?

Na propaganda veiculada no YouTube, Bettina conta que começou a investir ações com 19 anos de idade, com apenas R$1.520, três anos depois, afirma ter mais de R$ 1 milhão na conta. Simples assim? Não, ainda existe regulação na Publicidade.

O Procon-SP pediu a investigação da Empiricus alegando publicidade enganosa e propaganda abusiva. O caso tomou essa dimensão depois da viralização, principalmente, por meio dos memes na internet e hashtags no Twitter.

A divulgação por muito tempo foi apresentada como a alma do negócio. Mas o que temos aprendido com tantos casos no Brasil e no mundo é que não se trata apenas de divulgar, é preciso repensar o importante conceito de ética. E definitivamente, a internet não é mais tratada como ‘terra de ninguém’, as ações, ainda que nesse mar da virtualidade, são tão questionáveis quanto fora dela.

Confira: Marcando presença no mundo digital – destaque-se!

Será que, nos dias de hoje, Ford ainda diria que investiria em publicidade com apenas um dólar?

Provavelmente sim, mas com certeza, já teria entendido que muitas coisas mudaram de pouco mais de um século para a atualidade. Divulgar torna uma marca vista, leva uma marca ao público, mas esse trabalho precisa ser dirigido por conceitos éticos. Vale tudo para ser visto? Não.

Aquilo que soa como ‘estranho’ ou ‘improvável’ é imediatamente questionado pelo público, não em suas casas, mas no próprio ambiente virtual. O resultado de uma ação de divulgação é imediato, o feedback acontece agora. E aí , pronto para uma divulgação consciente?

Vantagens das redes sociais – 10 razões para ser ativo no mundo digital

São muitas as vantagens das redes sociais para um negócio, atualmente, com o constante avanço do mundo digital e com tantas novidades que surgem a cada momento, é importante estar na onda, se quiser fortalecer e consolidar a sua marca.

A primeira dúvida que surge em um primeiro momento é: qual rede social devo escolher? A resposta é uma pergunta importante: onde o seu público está? Se você for do ramo de negócios, por exemplo, o ideal,  além do Facebook e Instagram, é ter uma participação no LinkedIn e até no Youtube.

Já se a sua marca está ligada ao público jovem e se a linguagem que utiliza é mais informal, descontraída, redes como o Twitter, YouTube e até o Tumblr podem ser exploradas. Embora o Tumblr não seja tratado diretamente como rede social, é uma plataforma que gera grande interação entre blogueiros, permitindo o compartilhamento de textos curtos, imagens, gifs, músicas, entre outros, e tem recursos parecidos com o do Facebook, permite curtidas.

A rede social Instagram anunciou neste ano (confira) que tem 1 bilhão de novos usuários ao mês. Para concorrer com o YouTube, foi anunciado em evento em São Francisco, que o Instagram lançará o IGVT, aplicativo que permitirá que usuários assistam vídeos de até uma hora.

Dentre as muitas vantagens das redes sociais, nós separamos 10. Saiba porque é tão necessário interagir com o seu público usando o meio digital.

Confira: 6 dicas essenciais para conquistar novos clientes com conteúdo estratégico

 

Vantagens das redes sociais – 10 principais

1 – O seu público é participante online – A internet faz parte hoje da vida de bilhões de pessoas no mundo. Gera comodidade, encurta distâncias e muitas pessoas preferem resolver os seus problemas por meio da internet, como comprar, pagar, se informar, se divertir, etc. Se quiser alavancar a sua marca, participe do meio digital e esteja presente na interação com o seu público.

2 – Possibilidade de segmentar o público – Cada post em rede social pode ter um propósito diferenciado. Você pode escrever para parte do público que já é seu cliente, com a finalidade de estreitar as relações, de informar, de esclarecer, etc. Mas você também pode postar para o público que ainda não consome a sua marca. Com o recurso do Facebook Ads, por exemplo, você pode selecionar o público-alvo que deseja que visualize as suas postagens, com base em informações como: preferências, comportamento, idade, etc.

3 – Gera confiança – A interação e o ato de humanizar a relação entre você e o seu público geram em longo prazo, confiança. Em cada interação com o seu público  há oportunidades de gerar uma excelente experiência com a sua marca.

4 – Torna a marca conhecida – Faz parte das vantagens das redes sociais para o seu negócio o posicionamento e visibilidade da sua marca. O mundo digital pode fazer com que conquiste mais pessoas, o que não seria possível por mídias tradicionais. Tem acompanhado as notícias sobre grandes revistas que têm deixado de circular no Brasil? (veja matéria) Isso é reflexo da forte presença do mundo digital, da necessidade de que os meios de comunicação estejam online, porque as pessoas ou ‘usuários’ estão online.

5 – Custo-benefício – Se comparada a outras mídias, as redes sociais oferecem muitas vantagens quanto a custo mais baixo e retorno de resultados mais rápidos.

6 – Permite interação criativa – Participando das redes sociais e ao estar onde o seu público está, é possível conversar a língua dele, usar de criatividade preparando conteúdos de qualidade diferenciados e que possam alcançar mais pessoas. Usar um meme do momento ou convidar um influencer do mundo digital, que se encaixe à sua marca pode ser uma boa estratégia – esse foi o caso da Freeco que teve o seu produto apresentado pela Youtuber JoutJout (veja abaixo)

7 – Análise de concorrência – Ver como o concorrente engaja o público por meio das redes sociais, pode dar insights sobre o que pode ser feito para que melhore a sua maneira de interagir com o seu público.

8 – Melhor posicionamento nos motores de busca – Em termos de SEO, quanto mais menções a sua marca tiver, mais facilmente o seu negócio será encontrado no meio digital. É claro que é essencial que exista conteúdo otimizado de qualidade no blog da sua marca e que este conteúdo seja divulgado nas diferentes redes sociais para o seu público.

9 – Pode impactar – A cada post e interação com o seu público há chances de conquistá-lo a ponto de que prefira a sua marca. Há estratégias de comunicação que devem ser trabalhadas no engajamento por meio das redes sociais.

10 – Cria autoridade para o seu negócio – Dentre as muitas vantagens das redes sociais está a possibilidade de ver o sentimento geral dos que consomem a sua marca. Se você é ativo na interação com o seu público e tem se empenhado na comunicação no meio digital, saiba que a probabilidade de que o sentimento geral do seu público seja positivo é grande.

Aprenda a usar as redes sociais a favor do seu negócio. Seja ativo, participe, interaja, comunique de maneira estratégica, lembre-se de algo muito importante: o sucesso de uma marca está na consciência do poder da era digital.

Leia: Informar com qualidade – Por que é tão importante?

Pense no conteúdo como ferramenta para atrair clientes. Nós podemos te ajudar. Lembre disso.

Sinais de um bom conteúdo – Saiba quais são os principais

Sinais de um bom conteúdo podem mais do que ser vistos, mas ser percebidos por quem lê, ainda que a pessoa sequer perceba o que torna aquele conteúdo atraente para si. É complexo pensar nisso? Conteúdos são complexos, mas é maravilhoso quando podem conversar com o público.

 

Sinais de um bom conteúdo existem? Sim. Quais são?

Em 2015 foi publicado um artigo na versão eletrônica da revista Forbes sobre  ‘As 6 características de um ótimo conteúdo’, a autora Cheryl Conner relatava sobre a experiência de participar de uma palestra ministrada por Jack Hadley, sócio da empresa de mídia social MySocialPractice, sobre as principais característica de um bom conteúdo.

Hadley naquela apresentação, cujo público era de ortodontistas, falava especialmente sobre como aquele público poderia se comunicar melhor e atingir mais clientes. Para entender, nos Estados Unidos, o número de ortodontistas em 2014 era de 9 mil e esses profissionais assumem uma posição de empreendedores, com salários superiores ao de profissionais que trabalham com CEO nos EUA.

Na palestra, Hadley falava sobre a necessidade que o meio digital impõe de que os profissionais se comuniquem de maneira eficaz. ‘É preciso se comunicar de maneira excepcional’, acredita.

Baseado nessa apresentação de Hadley e em nossa experiência, listamos alguns sinais de um bom conteúdo.

Leia também: Gerar conteúdo para a internet – confira dicas importantes

10 sinais de um bom conteúdo

1. Gera envolvimento – Se você sabe quem é o seu público e consegue escrever algo que atraia, que gere envolvimento, então, esse é um dos sinais de um bom conteúdo. Há momentos em que o seu público quer respostas, em outros, procura por reflexões.

2. Oferece valor – O conteúdo precisa ser valioso, precisa oferecer algo a quem lê. Vamos supor que você é um psicólogo com especialidade em tratar crianças que sofreram violência, os conteúdos precisam reunir sensibilidade e responder às questões de quem está buscando ajuda. O tema pode ser ‘Como lidar com uma criança traumatizada por violência e abuso?’, dentro dele, com sensibilidade e clareza, podem ser respondidas questões que estão na mente de quem está lendo. A pessoa procura por uma resposta, não sabe que direção tomar e dentro do conteúdo está escrito: ‘Você não sabe o que fazer diante dessa situação e quem procurar?’ – Entende? Isso é conversar com o público.

3. Influencia – Esse é um dos sinais de um bom conteúdo. Quando você se torna uma influência em oferecer conteúdos de qualidade para o seu público, isso também gera retorno financeiro. Esse é um estágio que se alcança em longo prazo. Com um bom trabalho de conteúdo unido a técnicas de SEO, o teu site, as tuas informações de qualidade poderão ser facilmente alcançadas nos motores de busca.

4. Paixão – Dá para saber quando a equipe que produz aquele conteúdo é apaixonada pelo que faz, pelo trabalho, pelos clientes, palavras podem demonstrar o entusiasmo. Não é só escrever, é dar identidade à informação, tornar o conteúdo excelente requer ‘riqueza mental’ por parte de quem se dedica à arte da comunicação.

5. Fortalece relacionamentos – Hadley em seu discurso falava sobre o conteúdo como convite ao diálogo. Os questionamentos recorrentes entre os seus clientes, por exemplo, podem se tornar temas de conteúdos. Essa constante conversa entre conteúdos e público é capaz de fortalecer esse relacionamento, tão importante para o sucesso de qualquer negócio.

6. Pesquisa e organização – É possível identificar quando em um conteúdo houve pesquisa, aprofundamento, quando o profissional se dedicou para oferecer uma informação valiosa. As informações em um bom conteúdo também demonstram organização, ou seja, houve por parte do profissional um prévio planejamento sobre o que iria escrever.

7. Coerência – Principalmente depois de tanto se falar em SEO e em otimização de conteúdos, podemos ver em muitos sites a proliferação de conteúdos com repetição excessiva de palavras-chave (sem contar excesso de links), que poluem o conteúdo e atrapalham a coerência do texto. Técnicas precisam estar alinhadas com uma prática incansável, afinal, escrever é uma arte que requer constante aprendizado.

8. Originalidade – Com certeza você já se deparou com muitos textos semelhantes na internet, como se faltasse identidade própria, originalidade. É possível oferecer um conteúdo que tenha técnica, mas sobretudo, que seja original, que traga algo novo, alguma informação que possa ser a diferença em um mundo virtual marcado por cópias.

9. Tem uma voz única – Você já leu alguma coisa na internet que ficou na sua mente, algum texto que de alguma forma marcou a sua vida? Esse também é um dos sinais de um bom conteúdo. A mensagem fica na cabeça, a pessoa jamais esquece aquilo que leu, aquela informação. Exemplo: ‘Uma vez eu li um texto que falava sobre como a cor roxa é poderosa para atrair saúde’… Mesmo que a pessoa não lembre o título, se jogar na internet, e aquele conteúdo for o mais relevante sobre o tema, será indicado na primeira página dos motores de busca.

10. Gera identificação – Ao ler determinado conteúdo, a pessoa se sente conversando com um amigo, recebendo algum conselho ou ouvindo uma história que gere alguma identificação. ‘Eu preciso de um conteúdo, mas não de qualquer conteúdo…’, então você está aqui, lendo e provavelmente este conteúdo está conversando com a sua busca.

Se para você estes 10 sinais parecem utópicos, saiba que não são… É uma realidade, é o que realmente diferencia um excelente conteúdo de um conteúdo apenas bom. Saber escrever está além do domínio da língua e regras ortográficas, a escrita é comunicação, é linguagem e reúne complexidades.

Pense no conteúdo como ferramenta para atrair clientes. Nós podemos te ajudar. Lembre disso.

Gerar conteúdo para a internet – confira dicas importantes

Gerar conteúdo para a internet – o que é preciso saber? Sabe quantos sites estão ativos na internet apenas no Brasil? Aproximadamente 10 milhões, isso é o que diz o levantamento realizado pela BigDataCorp. Quando a internet já tinha se consolidado, falava-se em marketing digital como tendência, mas hoje, é uma necessidade para quem quer o seu negócio destacado.

Na quarta edição da pesquisa Content Trends (2018), realizada pela agência Rock Content, que contou com 3 mil entrevistados, foi mostrado que 71% das empresas no Brasil já adotaram a prática do marketing de conteúdo.

O que gerar conteúdo para a internet pode fazer pelo seu negócio? Pode aumentar o tráfego (número de visitas ao teu site), viabilizando mais oportunidades de negócio. Mas não se trata de qualquer conteúdo, é preciso seguir algumas dicas técnicas para um trabalho com resultados.

Confira: Como atrair clientes com conteúdo – Entenda sobre o Marketing Content

 

Gerar conteúdo para a internet – quais dicas seguir?

  1. Planejamento estratégico

Os pontos a seguir são essenciais neste processo:

  • O que pretende alcançar com o conteúdo? Leads (potenciais clientes)?Aumento de tráfego no site? Converter leads em clientes? Responda essas perguntas levando em conta as suas prioridades;
  • Para quem este conteúdo será escrito? Qual é o seu público-alvo?
  • Faça uma definição de quais serão os assuntos abordados;
  • Quem vai produzir esses conteúdos?
  • Qual a periodicidade de postagem de conteúdo?
  • Em quais canais, esses conteúdos serão divulgados? (Redes sociais, newsletter?)
  1. Persona

Se você sabe quem é o seu público-alvo, precisa definir um perfil ou perfis de pessoas que representam o seu público, para os quais os conteúdos serão direcionados. Ao criar conteúdo para site, é preciso pensar para quem você quer que aquele conteúdo chegue.

  1. Sem apelo comercial

Foque na produção de conteúdo relevante ao seu público sem aquela forçação de barra do ‘compre agora’, do apelo meramente comercial. Crie conteúdos que interajam com o seu cliente, com clareza e objetividade. Lembre-se que os clientes hoje estão mais experientes e sabem o que querem ou não.

  1. Periodicidade

Ao gerar conteúdo para a internet, este é um dos itens do planejamento e precisa ser pensado. Quantas vezes por semana haverá postagem no site? Em quais dias da semana e horário? Mantenha esse cronograma em dia.

  1. Links internos

Faz parte da estratégia de marketing de conteúdo, acrescentar links para textos dentro do teu site. Essa prática pode gerar audiência para os demais posts. Mas vale lembrar que ao linkar é preciso ter coerência – os links internos devem ter relação com o post, e principalmente, sentido para o leitor.

  1. Diagramação

Conteúdos longos geralmente não prendem a atenção, por isso, pense na parte visual do conteúdo, de maneira que não fique cansativo. Imagens, vídeos, infográficos, etc., são muito bem-vindos.

  1. Diferentes formatos de conteúdo

Você começou produzindo conteúdo no formato de texto, mas pode testar novos formatos como vídeos, podcasts, ebooks, entre outros. E mais uma vez, a pergunta importante: o que o seu público quer?

  1. Divulgação

E claro, produzir conteúdo é importante tanto quanto distribui-lo. Divulgue. Em quais canais o seu público está? (Facebook, Instagram, Youtube, Twitter, etc.)

Por último, e não se trata de uma dica, mas de uma regra essencial para gerar conteúdo para a internet: excelência (além da qualidade). Conteúdos precisam ter uma marca única, ter a sua voz e saber conversar com o seu público.

Pense no conteúdo como ferramenta para atrair clientes. Nós podemos te ajudar. Lembre disso.

Entenda por que o marketing digital é tão importante

PARAR NO MOMENTO DE CRISE NÃO É NEM DE LONGE O QUE DEVE SER FEITO

Em um cenário de crise econômica, torna-se essencial buscar oportunidades e diferente do que muitas pessoas podem pensar, não é um momento para parar e esperar o que vai acontecer, é tempo para atitudes certeiras. E erram as empresas que deixam de lado o marketing digital. Ler mais